Falar sobre tudo e mais alguma coisa

Segunda-feira, 5 de Setembro de 2011
Pensamentos...

 

 

imagem retirada da net

 

 

 

Ver uma rapariga, pouco mais de uma menina, com um copo na mão e uma garrafa de vodka no outro braço como se o embalasse, empenhada em bebê-la toda com meia dúzia de amigos, deixa-me triste.

 

Não foi novidade, já antes tinha visto estas situações noutros lugares. Os festivais são profícuos nisso. Se estivermos só um bocadinho atentos, podemos ver os grupos de rapazes e raparigas empenhados em acabar com garrafas de bebidas mais ou menos espirituosas antes de entrar nos recintos dos festivais. Dentro, sabemos que as bebidas são caras, por isso tratam de beber o mais que puderem antes de entrar. Também às portas dos bares e discotecas isso acontece. Jardins públicos e praças de cidades são palco destes cenários para aqueles que têm uma carteira mais magra. Causa-me estranheza que achem porreiro andar com uma garrafa de Coca-Cola cheia de vinho e a partilhem numa promiscuidade de bocas estranhas.

 

Custa-me muito ver estas coisas e não poder fazer nada. Custa-me ver que precisam de álcool para se conseguirem divertir e custa-me muito ver que estragam a saúde porque é “cool” andar sempre com um copo na mão. Tantos estudantes, alguns com cérebros brilhantes, que se embriagam porque sim e se destroem e destroem a oportunidade de serem brilhantes nos estudos. Tantos jovens que perdem tempo precioso de vida porque passam uma grande parte do tempo anestesiados pelo álcool. Perdem tempo, empregos, saúde, tempo de qualidade com a família, namoradas/os.

 

Penso no que terão para recordar um dia. Penso naqueles que se perdem nas malhas do álcool e da droga e transformam as suas vidas em infernos na Terra, e que começam assim, por brincadeira inconscientes.

 

Eu também gosto de beber uma ou outra bebida socialmente. Não sou puritana. E acho que eles com a idade certa também o podem fazer. O que me custa é perceber que os adultos jovens não têm noção do mal que lhe fazem os exageros. Não percebem que não lhes trará nada de bom no futuro.

 

Tenho filhos e tenho medo. E todos os miúdos são filhos de alguém e tenho medo por esses pais.

 

Gostava de ter a solução para este problema e não tenho. Talvez a solução esteja dentro da casa de cada um, começando por fomentar melhores relacionamentos familiares. Depois, mais formação cívica e por fim, incutir nos jovens que para uma pessoa se divertir não é preciso este artificio e talvez ocupá-los mais em trabalhos familiares e comunitários.

 

Mas isto digo eu, a pensar comigo e com os meus botões…

 

 



publicado por magnolia às 16:38
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 19 de Maio de 2008
A minha idade…

 

(imagem retirada da net)

Tenho 34 anos, mas raramente me lembro. Regra geral apesar do corre-corre dos dias e de dizer muitas vezes que o tempo passa a voar, a verdade é que parece que ainda ontem sai dos bancos da escola. Passo os dias distraída com os filhos, a casa, os trabalhos, os problemas e nem dou conta que o tempo passa e vai deixando marcas no corpo e na alma. Cada lágrima que cai, vai traçando sulcos no coração, cada mágoa acrescenta mais uma ruga na alma. Cada susto nos branqueia mais um cabelo. Cada sorriso, cada abraço, cada beijo nos acrescenta mais uma boa memória ao nosso baú de recordações. Pequenas coisas que vão fazendo a nossa historia.

Tenho 34 anos e já tenho uma vida cheia! Muitas historias para contar recheadas de peripécias, lágrimas e sorrisos. Tenho alguns cabelos brancos que teimam em se fazer notar. Uns quilinhos a mais, bochechas mais pronunciadas, canso-me mais facilmente, mostrando-me que já não sou uma menina. Mesmo assim, nunca me lembro disso, continuo a olhar o mundo com olhos de gaiata com todos os sonhos por cumprir. Sinto vontade de fazer coisas como sentia aos 18 anos, de sair a noite, de dançar, de aprender coisas novas, de viajar.

Tenho 34 anos mas não me sinto diferente dos miúdos jovens. Olho para eles e sinto-me uma igual. Só depois de ver os olhares que me deitam como se estivesse ali a ver um alien, é que me apercebo que eles não me vêem assim! Vêem-me com a idade que realmente tenho, vêem uma mulher mais velha, com idade para ser mãe ou irmã muito mais velha. Há algumas coisas que de repente, em flashes milagrosos me fazem assentar os pés no chão, como por exemplo o meu filho ter já a minha altura, ou seja 1,73 e andar de braço dados com as miúdas teens lá da escola, o meu sobrinho de sete anos me chamar sempre Tia Lau e me fazer lembrar que quando eu chamava tias as minhas tias, via-as sempre como umas senhoras mais velhas, quando ouço alguém referir-se a irmã mais velha como uma pessoa realmente mais velha e atitudes de pessoa mais velha e me lembro que eu também sou a mais velha! Como por exemplo quando me lembro da minha mãe aos trinta e achar que ela nessa altura estava já numa segunda idade, um patamar acima de jovem e eu agora me encontrar exactamente na mesma situação! Ou então quando me dizem que só mesmo uma mãezinha dona de casa é que sabe fazer pataniscas!

Enfim, eu podia continuar, mas já deu para perceber a ideia. Não me sinto com a idade que tenho até alguém me fazer lembrar... E há um tipo que volta e meia me atira com um balde agua fria: um tal de Sr. Espelho!!

 

Magnólia

 


sinto-me: é oficial, tou velha!

publicado por magnolia às 17:17
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito

...e mais ainda...
Cláudia Moreira

Cria o teu cartão de visita
Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Ideias recentes

Pensamentos...

A minha idade…

Ideias antigas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Março 2007

Março 2006

tags

todas as tags

links
Procuras alguma ideia em especial?
 
Ideias em pelicula
blogs SAPO
subscrever feeds