Falar sobre tudo e mais alguma coisa
Terça-feira, 8 de Abril de 2008
Dia de solidão...

imagem retirada da net

Hoje é um dia daqueles dias que tudo me faz chorar. Uma música lamechas à Michael bublé, um casalinho com mais de setenta anos de mão dada, dois miúdos de 16 anos aos beijinhos como se não houvesse amanha. A lista não acabou, mas não me quero tornar uma chata demasiado chata. Na verdade tudo me faz chorar. Acho que hoje até algum que me abra a porta para passar me vai fazer chorar…Estou triste, lamechas, cansada, deprimida…raios...já não chegava a crise financeira?? É o que dá estar sozinha tanto tempo a falar com as paredes. São péssimas conselheiras as minhas paredes brancas. .

Depois dos miúdos irem dormir fico sozinha. De repente tudo fica silencioso (que eu tento anular com a televisão ligada num programa parvo qualquer). O silêncio da noite traz pensamentos negros. Falo entre dentes com o meu eu. Sinto o vazio da noite em cada poro da minha pele. Um arrepio de frio percorre-me. Não é um frio qualquer, é um frio da alma. Como se nela habitasse o gelo dos pólos. É apenas a falta de amor, bem sei. Sinto falta de saber que há alguém especial que se preocupa comigo, que me dá a mão, que me transmite o calor humano e faz sentir humana, mulher… há tanto tempo que a única coisa que me chamam é mãe, filha, irmã…já não me lembro da ultima vez que me pegaram na mão com sentimento, com amor. Aquele toque que faz sentir uma ternura imensa que incendeia a alma. Falta-me um ombro onde deitar a cabeça no fim de um dia extenuante. Já não sei sequer falar de amor. Já não sei dizer coisas bonitas, já não sei dizer que amo.

Dizem que estou melhor assim. Talvez esteja em certos aspectos. Não tenho quem me controle, quem me faça sofrer. Não tenho ninguém a minha espera, não tenho a quem dar satisfações da minha vida. Mas também não tenho com quem passear de mão dada, com quem ir jantar a luz de velas, com quem ir ao cinema. Não tenho quem me diga que me ama, não tenho quem me diga bom dia meu amor. Não tenho quem me diga que tem saudades minhas, não tenho quem me faça um mimo na cara. Não tenho quem me limpe as lágrimas em dias difíceis… mesmo que houvesse uma balança capaz de pesar estas coisas e a parte do “estou melhor assim” pesasse mais…eu iria sempre ficar a pensar que o melhor mesmo é ter amor…

Magnolia em dias de solidão..


sinto-me: sozinha

publicado por magnolia às 11:31
link do post | comentar | favorito

8 comentários:
De ssbpt a 8 de Abril de 2008 às 12:20
Então, o sentimento de tristeza contagia-se? Ontem era eu, hoje és tu... hoje é a minha vez de te dizer, força! Cabeça erguida e um sorriso na cara, por muito que às vezes não apeteça sorrir! Alguma coisa que precises, falar, desabafar, eu estou aqui...
Beijocas


De magnolia a 8 de Abril de 2008 às 12:41
Eu ontem já estava assim tristita..estava era a ver se a enagava (a tristeza), com palavras alegres....

Obrigada pela força:-)



De Márcio Branco a 8 de Abril de 2008 às 23:59
Pensamento positivos ajudam sempre e o segredo é não valorizar aquilo que achamos que nos faz falta porque de certeza que aquilo que presentemente temos é muito mais importante do que aquilo que não temos.
O que temos, seja muito ou pouco é que nos dá o equilibrio que temos no momento e por isso devemos estar agradecidos. O resto surge durante a nossa caminhada :-)


De magnolia a 9 de Abril de 2008 às 09:38
Márcio...
Em primeiro lugar agradeço a tua visita e o teu comentario, depois quero que saibas que agradeço tudo o que tenho, nunca fui mal agradecida em relaçao a nada na minha vida, bem pelo contrario....

Eu concordaria contigo se estivesse a falar de roupa ou de outra coisa qulaquer desse genero...mas eu estava a falar de amor, de sentir falta do amor de alguem, do carinho...eu sei que tu vais casar, és feliz e dificilmente conseguirás sentir empatia com o que sinto...porque é diferente ter 34 anos, ser divorciada, ter filhos, responsabilidades, ser-se timida, ser-se uma romantica ou ser-se jovem, ser-se amado, ter-se sonhos, uma vida inteira pela frente...

Eu sei que não é o fim do mundo, que muita gente está sozinha, isto foi um desabafo..uma tentativa de expurgar a angustia...

Uma vez ouvi num documentario uma coisa muito certa: os seres humanos sao como os pés, um esquerdo e um direito (homem e mulher ou vice versa) e um sozinho nao consegue andar...

beijinhos Marcio e desejo-te que nunca tenhas que sentir nada parecido com a tristeza de estar so...


De Márcio Branco a 9 de Abril de 2008 às 09:54
Bom dia :-), não quis dizer que não davas valor ao que tens, porque sem dúvida que dás e sei que tens muito orgulho naquilo que construiste até aqui e exemplo disso são os dois filhotes optimos que tens.
Nem é o caso de ir casar, existem necessidades afectivas que todos temos, seja a que nivel for. Acredita que sei o que isso é e durante um bom periodo da minha vida senti falta de alguma coisa e isso condicionava-me porque não conseguia apreciar o mais simples, o mais belo, tudo parecia só fazer sentido se eu tivesse isso.
À conclusão que eu cheguei é que de facto eu não sabia avaliar a plenitude à minha volta e quando eu disse para mim "Não tens isto, tudo bem faz falta mas tens outras coisas que são muito positivas". E rapidamente comecei valorizar isso e a ficar mais preenchido e até que chegou o dia em que consegui ter aquilo que queria.
Foi mais ou menos isto que queria passar e não obviamente dizer que não dás valor ao que tens, é uma forma de ver o mundo, uma postura diferente porque uma jovem como tu ainda vai ser muito feliz, só tens de dar essa oportunidade a ti mesma :-)
(que texto enorme escrevi!!! Se for cansativo não é preciso ler tudo!!)


De magnolia a 9 de Abril de 2008 às 10:01
"...uma jovem como tu..." :-) só por isso já valeu a pena ;-)

Podes escrever 3x mais que mesmo assim nao vai ser cansativo! Eu vou tentar seguir o teu conselho...vou mesmo:-)

Obrigada


De fernando Afonso a 16 de Maio de 2008 às 14:02
ADOREI A TUA ESCRITA...APESAR DE CONTER MUITAS PALAVRAS TRISTES


EU TAMBEM TNHO UM BLOG NA NET...CASO QUEIRAS COMTENTAR...O LINK É ESTE:fasemlimites.blospot.com


De magnolia a 16 de Maio de 2008 às 14:47
Eu teria muito gosto de lá ir ver...mas não consigo entrar no blog, dá sempre erro...estará bem escrito?


Comentar post

...e mais ainda...
Cláudia Moreira

Cria o teu cartão de visita
Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Ideias recentes

Entrudo

Fábula

primavera

música, da boa.

poema simples

A invenção do Amor

we all do have some nost...

manhãs

poema simples

That 'cause sometimes I t...

breve história de uma árv...

O Humor dos outros.

2013 - os livros que li, ...

Feliz Ano Novo!

Porque os livros (também)...

2013 - os livros que li, ...

That 'cause I think of my...

Estes já têm lugar na min...

Quem se lembra?

2013 - os livros que li, ...

Ideias antigas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Março 2007

Março 2006

tags

todas as tags

links
Procuras alguma ideia em especial?
 
Ideias em pelicula
blogs SAPO
subscrever feeds
Em destaque no SAPO Blogs
pub