Falar sobre tudo e mais alguma coisa
Sábado, 8 de Março de 2008
Duvidas....sao tantas as duvida....

imagem retirada da net

 

 

 

Movo os pés, as mãos, olho, toco, como, trabalho, vivo. Vivo? Sobrevivo. Mecanicamente sou mulher, sou mãe , sou trabalhadora, sou estudante, sou irmã, sou filha, sou amiga. O tempo passa inexorável  sem que eu me aperceba, deixando marcas no meu rosto, no meu corpo. Tenho 34 anos, mas sinto-me com todas as idades menos a minha. As vezes sinto-me cansada, desalentada, como se já tivessem passado por mim 100 anos e me fosse difícil mover os membros. Como se tudo o que já passei na vida pesasse toneladas, como se a tristeza tivesse vindo para ficar, a solidão que se instala depois dos filhos criados se tivesse apoderado de mim, como se soubesse que o fim está próximo . Outras vezes sinto palpitar dentro de mim a miúda rebelde que gosta de usar anéis no polegar, vestir toda de preto e ir a concertos cool . Tem dias que me olho no espelho e  não sei a minha idade, não sei quem sou. Tenho sonhos por cumprir, dos quais já abdiquei, pela perda dos quais já me conformei. A vida tem destas coisas. Condiciona-nos. Mas não me importo, porque o principal motivo porque estou condicionada são os meus filhos. É por eles que vivo, que luto, que travo estas batalhas com os problemas da vida. São eles que me dão forças para continuar sempre... também são eles que me fazem sentir velhota, e são eles que me fazem sentir viva, nos momentos em que acordo da azafama e os olho com olhos de ver. Olho-me ao espelho e não me reconheço. Não me lembro de quem fui no passado e também não sei quem vou ser no futuro. Por fora, sei o que vêem em mim. Uma mulher mãe -trabalhadora-divorciada-34 anos-responsavel-sensata Por dentro sou um mar de emoções contraditórias em luta constante. Estou em busca de algo que não existe: a paz de espírito . Preciso dessa paz. Dentro de mim existem duvidas que jamais terão resposta. Viver nesta sociedade castradora também não ajuda nada, obriga-nos a ser o politicamente correctos para sermos aceites. E eu já infringi uma das regras: sou divorciada. 

São tantas as duvidas que me assaltam....como eu gostava de ter respostas...


sinto-me: com duvidas

publicado por magnolia às 10:08
link do post | comentar | favorito

3 comentários:
De flipe a 10 de Março de 2008 às 16:54
és mulher, mãe , trabalhadora, estudante, irmã, filha, amiga, e certamente que muito mais, muito mais....e realmente vives nesta sociedade, que é realmente e tantas vezes imcompreensível, dura, que magoa mm, e que nos condiciona nas sua regras, muitas delas, mesquinhas e hipócritas... eu erro mt tb, tantas são as minhas imperfeições, as minhas faltas, e do mais essencial que movo daquilo que escrveste é esta paz...esta paz de espirito... diria, que ela assenta em realmente tudo aceitar-mos como é, como tem d ser, deixar-nos guiar, resignar-nos á vontade do PAi Deus, tudo nos acontece numa razão, e tudo é justo, basta confiar-mos nele, o amarmos, e num dia mau, num sofrimento, aceitar-mos, e sabermos que se temos issso, é porque será bom p nós, e apenas nos tornará melhores... somos doentes, que apenas precisamos de diferentes remédios para sermos melhores... e depois em paz, em resignação, procuremos as verdades, que O PAi, nos conçeda na sua graça, estas... e nos ilumine... e nos desvie sempre de maus concelhos, do mal... beijinhos, e perguntaria, s quiseres dizer, e se n fizer incomodo, quais seriam as dúvidas?... Filipe


De magnolia a 11 de Março de 2008 às 11:49
Olá Filipe,

As duvidas sao sempre muitas e ao longo da vida vão sendo substituidas por outras. A vida é complicada, mas tambem pode ser bela. Eu acho-a sempre maravilhosa quando olho para os meus filhos, por exemplo. Um dia melhor outro dia pior, a vida vai passando e nós vamos envelhecendo e ao mesmo tempo vamos sendo capazes de ultrapassar todas as agruras da vida.
Falas de Deus com entusiasmo. És mesmo crente?

beijinhos e bom resto de semana..


De flipe a 11 de Março de 2008 às 13:13
sim, crei sim, mtooo... Somos tdos irmãos, filhos do mm Pai criador, todos estamos aqui num propósito, e tudo acontece numa razão, uma causa gera sempre um efeito... e tudo é justo... basta confiarmos, aceitarmos, e amarmos... simples, mas dificil tantas vezes sermos verdadeiramente bons... bos semana tb, e obg, bg. beijinhos. Filipe


Comentar post

...e mais ainda...
Cláudia Moreira

Cria o teu cartão de visita
Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Ideias recentes

Entrudo

Fábula

primavera

música, da boa.

poema simples

A invenção do Amor

we all do have some nost...

manhãs

poema simples

That 'cause sometimes I t...

breve história de uma árv...

O Humor dos outros.

2013 - os livros que li, ...

Feliz Ano Novo!

Porque os livros (também)...

2013 - os livros que li, ...

That 'cause I think of my...

Estes já têm lugar na min...

Quem se lembra?

2013 - os livros que li, ...

Ideias antigas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Março 2007

Março 2006

tags

todas as tags

links
Procuras alguma ideia em especial?
 
Ideias em pelicula
blogs SAPO
subscrever feeds