Falar sobre tudo e mais alguma coisa
Quinta-feira, 17 de Julho de 2008
Filhos do divorcio

imagem retirada da net

 

 

 

 

Pergunto-me muitas vezes como é que um pai pode passar 15 dias sem sequer falar com os filhos…

Na minha cabeça isto não faz sentido, porque quando estou longe dos meus filhos um dia, já tenho que telefonar a ouvir a voz deles, a matar saudades, a saber se estão bem, felizes…

Os meus filhos já estão habituados a isto, eu é que não.

Não digo que ele não goste deles, porque tenho a certeza que gosta. Mas as vezes tenho a sensação que os filhos agora são como aqueles sobrinhos de quem gostamos muito e que de vez em quando passam uns dias connosco. Mas um pai não deve ser assim ausente, não deve estar de passagem na vida dos filhos. Deve procurar fazer parte da vida deles. Eu sei que fui eu que quis o divórcio e ele muitas vezes me diz isso. Mas eu acho isso uma grande desculpa. Um homem divorcia-se da mulher, mas não dos filhos. Pode não estar presente na hora de dormir (já não estava), mas pode falar com eles todos os dias, há tantas maneiras, hoje somos todos adeptos das novas tecnologias. Pode vir busca-los para jantar sempre que queira, pode vir busca-los mais do que o fim-de-semana de 15 em 15 dias combinado. Mas até mesmo nesse fim-de-semana sou eu a ligar, a perguntar como é que fazemos e Invariavelmente a resposta é: não sei…

Ficam 24 horas e voltam…

Acho que não posso fazer mais do que faço para eles estarem com o pai, permito tudo, levo-os a casa dele, vou buscar, vou lá jantar com eles ao cafezito que exploram, vou a praia com eles onde ele esta a trabalhar, fico lá em vez de estar noutra que goste mais, as vezes ate a impor a minha presença à mulher actual dele (até nos damos bem, felizmente). Vejo tantos pais a lutar em tribunal por estar mais um pouco com os filhos. Vejo tantos pais a chorar a cada dia que tem que os deixar…e este pai que tem todas as facilidades não quer saber…

A Ana anda sempre cheia de saudades e a perguntar quando é a o fim-de-semana de ir para o pai. O André diz que não é muito de saudades…mas eu noto que quando chega o dia de ir, vai todo contente…creio que é para não mostrar demais os sentimentos. Eles sabem bem que o pai é ausente, que não liga o que devia ligar…acho até que sabem bem o pai que tem. Mas adoram-no! Muitíssimo! E até eu tenho um carinho especial por ele, afinal foi meu marido 12 anos, mas isto enche-me de tristeza…

Já lá vão mais de três anos e eu continuo inconformada com isto…

 

Magnólia em divagações…

 


sinto-me: inconformada

publicado por magnolia às 14:59
link do post | comentar | favorito

11 comentários:
De me a 17 de Julho de 2008 às 15:46
Olha faz o teu papel como tens feito até aqui! Estou certa que os teus filhos te dão valor por isso e na minha opinião é muito mais saudável esse bom convívio do que andarem às turras.

Os miúdos obviamente amam a mãe e o pai.

Embora fique triste por o pai não ser tão presente fico feliz em saber que uma mãe faz todos os esforças para que os filhos sejam felizes.

Se tivesses aqui dava-te uma grande beijoca!


De magnolia a 18 de Julho de 2008 às 09:37
Obrigada pelo apoio Mamie:-)

É tão bom saber que estamos a fazer bem...

Eu faço de conta que me deste uma grande beijoca!!!


De mamaepedro a 17 de Julho de 2008 às 16:02
Para mim não é novidade, o meu saiu de casa para ir viver com outra mulher e nunca mais nos ligou nenhuma, nem financeiramente, e pior, vive na mesma aldeia, agora sempre que passo por ele é simplesmente um conhecido, nada mais, é incrivel como nem sendo do mesmo sangue haja um sentimento diferente, mas infelizmente não há... também nunca foi um pai verdadeiro, limitou-se a dar dinheiro para a alimentação e estudos e pouco mais...

Beijinhos e paciência amiga


De magnolia a 18 de Julho de 2008 às 09:40
É mesmo amiga, é mesmo...é preciso paciencia....mas temos que sobreviver nao é?

Beijinhos e um abraço para ti


De Joanina a 17 de Julho de 2008 às 16:10
Eu não tenho filhos, mas percebo perfeitamente o que sentes. Vou-te ate contar uma coisa... Eu quando me ausento não posso estar um dia sem telefonar para saber como e que esta o meu gato!!! Imagina então se fosse um filho!!!
Por isso e que também não compreendo certas atitudes. Mas como tu dizes e muito bem, podemos deixar de ser marido ou mulher mas uma coisa que nunca deixamos de ser e pai ou mãe ! Olha, tenta pensar que como mãe tu fazes tudo o que podes... Agora fazer o papel que o pai e que devia fazer, isso já não esta ao teu alcance nem depende de ti!
Bj da Jo


De magnolia a 18 de Julho de 2008 às 09:42
Eu tento é suprimir essas falhas com muito carinho e amor..espero que chegue...

Obrigada por entenderes, as vezes fico sem saber se nao serei demasiado exigente...mas acho que nao.

Beijinhos


De Joanina a 18 de Julho de 2008 às 15:27
Não , não acho que sejas exigente. As tuas preocupações são legitimas. Pelo que me apercebo aqui no blog tu és uma mãe muito cuidadosa, presente e interessada, e e claro que sentindo que do outro lado há essa lacuna, e natural que te preocupes e vejas que algo não esta bem. Acho que estas certa e deves continuar a manter a tua atitude de tentar proporcionar sempre aos teus filhos o máximo de convivência com o pai. Esta e a minha opinião
Fica bem! Bom fim de semana!
Bj da Jo


De ssbpt a 18 de Julho de 2008 às 10:18
Eu compreendo-te, tenho um amigo que se separou da mulher e que têm um filho com 3 anos agora, desde que se separaram há 2 anos que ele só viu o filho duas vezes, ela proibiu-o e ele sofre muito por isso. Por isso não consigo compreender os pais que podem ver os filhos quando lhes apetece e não o fazem...enfim!
Beijocas grandes


De magnolia a 19 de Julho de 2008 às 08:49
O ditado diz que Deus dá nozes a quem não tem dentes e mesmo verdade...

Bom fim-de-semana para ti amiga

Beijinhos


De jcm-pq a 18 de Julho de 2008 às 17:08
Olá Magnólia!.

Ninguém é igual a outro!... Uns manifestam-se de uma maneira, outros doutra!...
Faz bem em facilitar as coisas!. Não se arrependa disso, nem mude o comportamento!... Mas, não se consuma com a atitude dele. Mais tarde, quando forem os filhos a chamar-lhe a atenção, ele torcerá a orelha sem sangrar!... mostrará arrependimento!... Já tardio, claro!... E a você, ninguém lhe poderá apontar um dedo!..

Jcm-pq


De magnolia a 19 de Julho de 2008 às 08:50
Olá Jcm-pq,

Obrigada pelo apoio e compreensão:-)


Beijinhos


Comentar post

...e mais ainda...
Cláudia Moreira

Cria o teu cartão de visita
Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Ideias recentes

Entrudo

Fábula

primavera

música, da boa.

poema simples

A invenção do Amor

we all do have some nost...

manhãs

poema simples

That 'cause sometimes I t...

breve história de uma árv...

O Humor dos outros.

2013 - os livros que li, ...

Feliz Ano Novo!

Porque os livros (também)...

2013 - os livros que li, ...

That 'cause I think of my...

Estes já têm lugar na min...

Quem se lembra?

2013 - os livros que li, ...

Ideias antigas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Março 2007

Março 2006

tags

todas as tags

links
Procuras alguma ideia em especial?
 
Ideias em pelicula
blogs SAPO
subscrever feeds