Falar sobre tudo e mais alguma coisa

Segunda-feira, 22 de Novembro de 2010
Dúvidas Minhas

 

 

Será que se comemora na mesma o aniversário de uma coisa que já não existe? Ontem seria o meu aniversário de casamento, se ainda houvesse casamento! Ou será que fiz na mesma o aniversário? O acontecimento deu-se na mesma... Só que entrentanto ao ano 12 foi desfeito...mas isso não quer dizer tenha apagado o acontecimento. Hummm.... será a mesma coisa que mandar celebrar missas pelo nascimento de alguém que já morreu???? :////


sinto-me: ???

publicado por magnolia às 12:04
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Sexta-feira, 21 de Novembro de 2008
Parte II - Vestida de rosa...

imagem retirada da net

Faz hoje 16 anos que estava a preparar-me para um dos grandes momentos da minha vida. Estava vestida de rosa e tinha um ramo de lindas rosinhas cor-de-rosa. Vestida de noiva aguardava o meu mais que tudo. Meteu-se-me na cabeça que ele podia não aparecer pelo que combinamos fazer uma coisa diferente: fomos juntos para a capela e entramos juntos também. Também foi uma forma de evitar situações constrangedoras, uma vez que a minha relação com o meu pai não era boa, muito pelo contrário.

Faz hoje 16 anos que casei, absolutamente apaixonada, completamente decidida a ser feliz. Apesar de hoje já não estar casada e por tanto não fazer anos de casada, a data continua a ser memorável. Casei apaixonada, tive dois filhos lindos, amei, fui amada, tudo isso valeu a pena, por isso recordo todos os anos esta data, assim como a data em que o conheci, a data em que começamos a namorar, todas essas coisas são importantes e fazem de uma historia de vida, a minha história.

 

 

 

 

 

 


sinto-me: a recordar

publicado por magnolia às 14:19
link do post | comentar | ver comentários (15) | favorito
|

Quinta-feira, 26 de Junho de 2008
Pensamentos

 imagem retirada da net

Tem dias que não penso muito nisso. Tem outros que sim. Penso no dia que me casei, cheia de sonhos, cheia de planos. Penso que já nesse dia devia saber que não daria certo. Como um aviso ou premonição as lágrimas correram-me dia e noite nos dias que antecederam o casamento. No próprio dia não me apetecia acordar ao contrario de todas as noivas que já conheci. Queria ficar ali mais um pouco no aconchego dos lençóis. E no entanto, eu queria tanto, mas tanto aquele dia, casar com o homem que amava, passar a estar com ele dia e noite sem precisar de fugir de ninguém.

Casei por amor. Apenas por amor, com 19 anos e uma mala cheia de sonhos. Mudamo-nos para a casa nova apenas com a roupa do corpo, um colchão e uma vontade enorme de sermos felizes. E fomos, alguns dias, depressa a realidade se a abateu sobre nós, sobre mim. Creio que ele nunca pensou nas coisas da mesma forma que eu. E não podia, porque nesta equipa eu era o elo mais fraco. De forma que era mesmo impossível ele sentir as coisas como eu as sentia. Gostava tanto dele, mas tanto. Estava cega de amor. Era o meu sol, o centro das minhas atenções. E foi assim durante muito tempo, tanto que já nem me lembro. Vivia como uma prisioneira na minha própria vida, no meu próprio casamento, nos meus próprios sentimentos, no amor enorme que lhe devotava. Mesmo depois, quando vieram os filhos, era a mesma coisa. Eu amava tanto, queria tanto que resultasse, mas não, não resultava e era infeliz. Lembro-me de tantas, tantas vezes que chorei e de tão poucas que fui feliz. E não, não é um exagero, uma forma de dramatizar a história. Entre ciúmes e a falta de dinheiro, entre a falta de atenção e a falta  de estabilidade, a minha vida era um caos. E eu não conseguia, e na verdade durante algum tempo nem queria fugir desse caos.

Um dia por qualquer motivo oculto apercebi-me que não era aquela vida que queria. Não me lembro desse dia, lembro-me apenas que um dia a certeza de que não era aquilo que queria chegou e tudo ficou claro. Desde esse dia  que tive a certeza que o caminho seria traçado por mim, doesse a quem doesse. E doeu, e muito, e a muita gente. Mas teve que ser.

Fiz de conta que era forte e comecei a traçar um caminho. Nem sempre consegui caminhar exactamente por esse caminho, mas tentei ser fiel a mim. Tentei ser feliz, tentei fazer os meus filhos felizes. Olhei mais longe, mais longe que a linha do horizonte e percebi que as vezes é preciso caminhar sobre espinhos até poder caminhar sobre rosas.

Há dias que não penso nisso, mas há outros que penso e muito, porque foram muitos anos da minha vida que  não me lembro de viver. Lembro-me apenas de funcionar, de respirar, de comer, de trabalhar, de ser esposa, de ser mãe, mas não me lembro de ser pessoa.

 

Magnolia

 

 

 

 


sinto-me: Pensativa na noite

publicado por magnolia às 22:37
link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito
|

Segunda-feira, 28 de Abril de 2008
Momento doce com sabor amargo

imagem retirada da net

A sala enche-se de luz e cor, aos pouco tudo toma o seu lugar. As toalhas e organzas nas mesas, em cima pratos, talheres, velas e flores. Na hora os noivos entram, belos, felizes, deslumbrados. Um sorriso rasgado mostra toda a esperança que depositam no futuro. Na hora de partir o bolo os noivos brilham de felicidade. Juntos entram na sala debaixo das luzes trémulas das tochas, a musica envolve todos os presentes na magia do momento. Param perante o bolo de noiva. Vem com toda a inocência de quem não sabe o que o futuro lhes reserva, mas também de quem traz todas as esperanças do mundo no companheiro. O brilho do momento ofusca tudo e todos. Os noivos estão ali, perante todos, a mostrar que se querem e que querem ser felizes um com o outro. Olham-se nos olhos e o brilho é intenso, e sabemos que não é apenas o tremeluzir das chamas. É o brilho da esperança, da ilusão, da felicidade, do amor.

Já vi alguns nos últimos dias e é sempre neste momento que fico com um aperto no peito. Também eu já me casei. Não com este glamour, mas com estas esperanças, esta ilusão no amor. E afinal, não durou para sempre. O que sinto agora no momento em que vejo estes casais é um paradoxo. Um misto de alegria e tristeza. Desejo que sejam muito felizes, mas nunca deixo de pensar que começam ali a traçar um caminho de amarguras….Eu sei, sou eu que estou amarga. Sou eu a desiludida e há aí muitas pessoas que continuam casadas e felizes.

É também nesse momento que sinto a falta de um carinho de alguém que goste de mim. É nesse pequeno grande momento que sinto que queria alguém que me olhasse nos olhos e derramasse em mim toda a ternura do mundo. Que me enlaçasse pela cintura e me protegesse das angustias da vida. Nesses momentos sinto uma dor fininha que atravessa o meu corpo de alto a baixo, um aperto no peito, os olhos ficam humedecidos. É apenas um momento, uma fracção de segundo mas devastadora…

Felizmente, há tanto que fazer que no momento seguinte já não há tempo para divagar, quase nem dá tempo para respirar, quanto mais divagar…

E ainda bem, porque não suportaria viver sempre com estes pensamentos…

 

 

Magnólia em divagações


sinto-me: assim assim

publicado por magnolia às 14:38
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|

...e mais ainda...
Cláudia Moreira

Cria o teu cartão de visita
Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Ideias recentes

Dúvidas Minhas

Parte II - Vestida de ros...

Pensamentos

Momento doce com sabor am...

Ideias antigas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Março 2007

Março 2006

tags

todas as tags

links

Uploaded with ImageShack.us
A minha obra:-)
Image Hosted by ImageShack.us
By magicmagnolia
Statistic
Procuras alguma ideia em especial?
 
Quantos andarão por aqui?
web counter
Pub
Ideias em pelicula
Que horas são?


blogs SAPO
subscrever feeds