Falar sobre tudo e mais alguma coisa
Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2011
Importante



publicado por magnolia às 11:10
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quarta-feira, 28 de Dezembro de 2011
Hummm...



publicado por magnolia às 12:34
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 27 de Dezembro de 2011
Lúcia - Conte Connosco

 

 

Na recta final do concurso Conte Connosco estou entre os 20 mais votados! Mas nada está decidido ainda! Não posso tomar nada como certo porque na verdade ate dia 31 de Dezembro tudo pode mudar! Por isso peço, a vocês que passam por aqui, que entrem neste link, leiam e votem se gostarem. Eu agradeço todos os votos, que não são mais que pedras na construção deste meu sonho!

{#emotions_dlg.happy}

{#emotions_dlg.star}

{#emotions_dlg.inlove}

 

 

 

 

 

 

 

 



publicado por magnolia às 12:02
link do post | comentar | favorito
|

Domingo, 25 de Dezembro de 2011
Um dia de Natal

 

 

 

O velho olhou pela janela e viu a noite cair. Apoiado numa bengala de pau-preto olhava o céu, as ruas, as casas onde se viam as janelas iluminadas e as árvores despidas. Atrás de si, outros velhos ocupavam o tempo como podiam. Os homens conversavam entre si, jogavam às cartas ou às damas, de caras sérias como se estivessem proibidos de sorrir. As mulheres que ainda tinham vista para tanto, tricotavam. Algumas falavam do preço do bacalhau como se na verdade isso lhes fizesse alguma diferença. Outras disfarçavam uma lágrima de saudade dos filhos e netos que não viriam nessa noite. Estavam todos presos ali. Nenhum deles tinha para onde ir ou para quem ir. A árvore de Natal, minúscula e que já tinha visto melhores dias, tinha luzes coloridas que piscavam e anjos e estrelas feitos pelas mãos dos velhos. Era o primeiro Natal que o velho passava sem a mulher. Fazia-lhe muita falta a companheira de mais de cinquenta anos. Não tinham tido filhos e por isso a família acabaria nele próprio. Sentia-se muito triste e a solidão enchia-lhe o coração. Na verdade era um sentimento partilhado com os outros velhos que passariam ali o Natal, abandonados pelas famílias e amigos. Todos sentiam o aguilhão da solidão no seu peito. Olhou novamente pela janela e viu as iluminações de Natal da rua. Eram anjos. O velho desejou que um anjo lhe trouxesse a mulher de volta. Desejou muito e uma lágrima traiçoeira desceu pelo seu rosto. Foi nesse instante que uma estrela brilhou intensamente no céu vestido de negro. O velho então rasgou um sorriso no rosto porque acreditou que era ela que lhe dizia:

- Gosto de ti meu velhote...

 

 

Cláudia Moreira

 

 

 

Texto de ficção escrito para a Fábrica de Histórias



publicado por magnolia às 23:43
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2011
Não cabe em mim...

Não cabe em mim todo o amor que te tenho

Transborda do meu corpo

Goteja para o chão da Terra

Um fio de água

Transforma-se depois num regato

Um rio

Por fim um imenso oceano

Cobre planícies, vales, montanhas

A Terra inundada

O mundo é afinal muito pequeno

E pequeno

Deixa tombar este sentimento para o Universo

No espaço infinito

Um oceano inteiro de amor por ti

Não cabe em mim todo o amor que te tenho

Sufoca-me

Liberta-se do meu peito

Ergue-se no ar e consome todo o oxigénio da Terra

Liberta-se da atmosfera e atinge as estrelas

Que brilham agora mais intensamente

Desembaraçadas do pó estelar

Por este sentimento sincero

Límpido

Não cabe em mim todo o amor que te tenho

Solto-o. Liberto-o. Desobrigo-o. Exalo-o.

Ofereço-to.

 

 

 

Cláudia Moreira

Dezembro 2011

 

 


tags: ,

publicado por magnolia às 15:23
link do post | comentar | favorito
|

Feliz Natal blogo!

E antes que vá toda a gente empaturrar-se de rabanadas e filhoses, fica aqui o meu desejo sincero de que passem um excelente Natal! Que seja apenas cheio de sorrisos e coisinhas doces e que as preocupações e os problemas emigrem até à semana que vem!

 

 




publicado por magnolia às 10:46
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Quarta-feira, 21 de Dezembro de 2011
Um texto meu no Junkeira

 

 

imagem retirada do blog Junkeira

 

 

 

Podem ler um texto meu no Junkeira e aproveitem para visitar o blog pois vale muito a pena!



publicado por magnolia às 14:38
link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 20 de Dezembro de 2011
Os meninos orfãos

 

 

 

 

 

“Eram oito da noite e lá fora a escuridão era completa. Era normal ser assim na noite de Natal. Os meninos órfãos olhavam todos pela janela para o céu estrelado à espera de o ver chegar. O tempo foi passando e não viram chegar o tão aguardado barbudo vestido de vermelho. Os adultos, pais e mães de faz de conta, chamaram-nos para jantar. Na mesa tinham apenas a sopa do costume, o pão do costume e água do costume Na mesa não havia nenhum bacalhau, nenhuma batata nem nenhuma rabanada ou aletria. Os meninos órfãos e os pais de faz de conta juntaram as mãos em redor da mesa, fecharam os olhos e agradeceram a Deus o pão de cada dia como faziam todos os dias. Obrigada meu Deus pelo pão que nos dás em cada dia. Dentro dos seus corações a certeza de que o pouco que tinham era uma graça divina. Foi mais ou menos aí nesse momento que o cheiro do bolo-rei lhes chegou às narinas e eles não resistiram a abrir os olhos. A mesa estava linda, farta de coisas boas e na janela ainda se via um clarão. Alguns que correram depressa ainda tiveram tempo de ver um rasto de luz intenso a desaparecer no infinito.”

 

Mini-conto de Natal por Cláudia Moreira

 

 

 


tags: ,

publicado por magnolia às 11:55
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 17 de Dezembro de 2011
Importante

retirado da net

 

 



publicado por magnolia às 10:46
link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 16 de Dezembro de 2011
Anonymous

tags:

publicado por magnolia às 18:47
link do post | comentar | favorito
|

...e mais ainda...
Cláudia Moreira

Cria o teu cartão de visita
Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Ideias recentes

Entrudo

Fábula

primavera

música, da boa.

poema simples

A invenção do Amor

we all do have some nost...

manhãs

poema simples

That 'cause sometimes I t...

breve história de uma árv...

O Humor dos outros.

2013 - os livros que li, ...

Feliz Ano Novo!

Porque os livros (também)...

2013 - os livros que li, ...

That 'cause I think of my...

Estes já têm lugar na min...

Quem se lembra?

2013 - os livros que li, ...

Ideias antigas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Março 2007

Março 2006

tags

todas as tags

links

Uploaded with ImageShack.us
A minha obra:-)
Image Hosted by ImageShack.us
By magicmagnolia
Statistic
Procuras alguma ideia em especial?
 
Quantos andarão por aqui?
web counter
Pub
Ideias em pelicula
Que horas são?


blogs SAPO
subscrever feeds