Falar sobre tudo e mais alguma coisa
Terça-feira, 31 de Agosto de 2010
Chocada, continuo chocada...:(

 

No fim-de-semana, enquanto esperava que abrisse o sinal verde, vi uma coisa que me chocou:uma criança, talvez de uns 8 ou 9 anos, recusava-se a entrar num carro estacionado. O rapazinho dizia: "não vou porque me vais bater!" e hesitava em aproximar-se do carro. Depois o pai fez menção de se aproximar e o miudo entrou no carro para o banco de trás, de um carro sem portas atrás. E foi nesta altura que eu mal queria acreditar no que via. O pai cuspiu na cara da criança enquanto ele se sentava! Eu confesso que demorei para perceber o que tinha visto porque a imagem era demasiado irreal.

Meu Deus! Que pessoas são estas a quem é permitido conceber e trazer ao mundo crianças inocentes? Desde esse momento que a imagem não me sai da cabeça deixando-me absolutamente zangada por não poder fazer nada...

 

 

 

 

imagem retirada da net

 

 


sinto-me: :(

publicado por magnolia às 13:47
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
|

Segunda-feira, 30 de Agosto de 2010
Pois do fim-de-semana foi assim.

Dançar e dançar e dançar aqui:

 

 

E foi tão bom, porque não dançava e não me divertia assim há bastante tempo:)))

 

 

E Domingo, depois de pôr o sono em dia claro está, e da praia claro está, fui ver este filme:

 

 

O filme é engraçado, cheio de piadas fáceis e expressões giras [ ( e ligeiramente obscenas!!!:) ] que só os espanhóis sabem dizer. Seja como for eu ainda não fiz o caminho, mas juraram-me a pés juntos que não é nada disto que se passa por lá! E eu acredito piamente:)) 

Obrigada meninas peregrinas pelo convite!


sinto-me: :)

publicado por magnolia às 21:57
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|

Quinta-feira, 26 de Agosto de 2010
Mania de escrever!

Costumo escrever aqui para a Fábrica de Histórias....mas a Fábrica está fechada para férias e não sei quando reabre. Mas eu tenho saudades das histórias e por isso e enquanto a Fábrica estiver fechada vou escrever outras coisas para matar o bichinho da escrita:) Hoje saiu assim.

 

 



sinto-me: sei lá!!
tags:

publicado por magnolia às 21:12
link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
|

O espelho

.



imagem retirada da net


 


 


 


O espelho reflectia uma mulher que de inicio não reconheci. Os cabelos negros e rebeldes emolduravam um rosto bonito de traços quase perfeitos. A boca entreaberta deixava ver uns dentes brancos e o nariz perfeito. Mas não foi a boca, nem os dentes nem o nariz, foram os olhos daquela mulher no espelho, tão límpidos e azuis que me hipnotizaram. O brilho intenso e quase eléctrico não deixava qualquer dúvida sobre a intensidade da alma que aquele corpo guardava lá dentro. A mulher desapertou um pouco o quimono leve que a envolvia e deixou antever a pele bronzeada e sorriu. Depois, como se fosse uma cena em câmara lenta de um filme antigo ela afastou o quimono dos ombros e deixou-o deslizar pelas costas nuas indo cair no chão inanimado. O corpo nu no espelho era ainda jovem e bonito. Formas voluptuosas mas firmes. Ancas largas e cintura fina e o peito cheio que oscilava com a respiração. Um segundo elemento entrou na imagem do espelho deixando ver o cabelo ondulado e ligeiramente comprido, os olhos grandes e o rosto forte de homem. Depois o espelho reflectiu apenas a mão que pousou suavemente no baixo-ventre da mulher. Depois o rosto sorriu por cima do ombro direito e olhou directamente nos olhos da mulher de boca carnuda e foi essa boca que retribuiu o sorriso oferecendo esse sorriso como se fosse um beijo. A boca desse rosto beijou o pescoço nu da mulher e muito suavemente envolveu-a nos seus braços finos, apertando-a na medida certa. Fiquei a olhar a imagem no espelho. As mãos que se tocaram, os dedos dele que se entrelaçaram nos dela para logo se afastarem deixando-os livres para tocarem outras partes do corpo da mulher. Estava quente como se fosse Agosto e pela janela reflectida no espelho atrás dos dois corpos podia ver-se uma noite clara e cheia de estrelas. Uma música suave parecia sair de dentro dos corpos nus enchendo o quarto. Uns dedos ansiosos tocaram o peito bonito da mulher do espelho e ela fechou os olhos.


Demorei apenas um segundo, breve e longo como o tempo corre veloz mas que no fundo se arrasta até sermos capazes de o enfrentar que percebi.


Não queria abrir os olhos. Cerrei-os ainda com mais força. Senti o frio do Inverno nos ossos e um arrepio percorreu-me a pele gasta dos braços e das pernas.


Abri os olhos.


No espelho eu estava sozinha. Ninguém me amava a pele através de dedos macios. O grosso roupão tapava um corpo que se adivinhava gasto. O rosto, outrora belo, era agora rugoso e sem brilho. Os olhos azuis estavam mortiços e os lábios cerrados num esgar.


Desapertei o roupão e entreabri apenas um pouco. Não me apetecia ver aquele corpo destruído pela idade. Os peitos sem vida, o estômago proeminente, a barriga flácida. O triângulo mais escuro no baixo-ventre já não era apetecível e as coxas agora mais fortes eram brancas como a neve.


Tapei-me rapidamente e olhei para trás de mim através do espelho. Estava escuro lá fora e a janela estava semi-aberta. As cortinas baloiçavam com o vento agreste de Novembro.


Tinha sido apenas uma ilusão momentânea. A juventude tinha sido apenas uma ilusão momentânea. Um sonho bonito que passou num pestanejar de olhos…


Uma lágrima solitária tombou pelo meu rosto e foi cair no chão, silenciosa.


Voltei-me e fui ao armário onde encontrei um grande lençol branco cujas traças tinham feitos alguns estragos ao longo dos anos. Tapei com ele o espelho. Não precisava de ver reflectidos todos os dias os destroços de mim mesma. Não precisava que um espelho gritasse sem compaixão a minha decrepitude.


 


Deixo-o estar assim coberto tanto tempo que um dia já nem me lembrava que tinha um espelho. Deixei-o estar assim coberto tanto tempo que um dia já nem me lembrava que um dia tinha sido jovem e bonita.


 


 


 


Cláudia Moreira




 


 


 



publicado por magnolia às 20:53
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

Quarta-feira, 25 de Agosto de 2010
"É tarde! É tarde!"

“É tarde! É tarde! É tarde até que arde! Ai, ai, meu Deus! Alô, adeus! É tarde, é tarde, é tarde!”.

 


 

Por vezes sinto-me o Coelho Branco, sempre a correr, a correr, a correr, sem tempo sequer para respirar, como se estivesse sempre atrasada para alguma coisa...

 

Fisicamente o temo passa sempre à mesma velocidade, mas para mim, e desconfio que para muita gente, parece passar mais depressa. As horas passam a correr, os dias sucedem-se rapidamente uns aos outros, os meses começam e acabam e mal se nota, os aniversários chegam demasiado depressa, os filhos tão depressa usam fraldas como já são mais altos que nós e dão beijos na boca....

 

 

 

Preciso de tempo. Preciso de tempo. Preciso de tempo. Parece ser a única coisa que nos últimos tempos desejo verdadeiramente: tempo. Tempo de qualidade para mim, para os meus, para pôr conversas em dia, para ver o pôr-do-sol, para ler, para rir, para fazer novas amizades, para cozinhar, para ir ao cinema, para passear sem destino, para dizer palermices, para ver museus, montras e patos nos lagos.....preciso de tempo para...VIVER.

 

É pedir muito???

 



sinto-me: cansada
tags:

publicado por magnolia às 23:12
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|

Terça-feira, 24 de Agosto de 2010
ZZZzzzzzZZZzzzZZZzzz

 

A palavra de ordem do dia é: INSÓNIA

 

 

Alguma ideia fabulosa e não medicamentosa para me ajudar???

 

imagem retirada da net

 

 


sinto-me: ZZzzzZZZZZzz
tags:

publicado por magnolia às 13:40
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|

Segunda-feira, 23 de Agosto de 2010
Descubram as semelhanças!

 

 

Olhem só quem voltou!

 

Parece que há alguém em Lisboa que não gosta, definitivamente, da minha história do Bolo de Chocolate...

 

Fico triste que não goste mas não se pode agradar a todos, mas acima de tudo não entendo porque volta e porque comenta...

 



sinto-me: :/
tags:

publicado por magnolia às 10:42
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
|

Quinta-feira, 19 de Agosto de 2010
Shining - o livro Stephan King e o filme Stanley Kubrick

O livro e o filme

 

 

Gostei muito do livro e foi facilimo de o ler. Mesmo sendo um livro cheio de descrições de coisas que não existem na nossa realidade, foi fácil de seguir a imaginação do autor e "ver" as coisas que ele "viu". Não é por nada que este autor já ganhou imensos prémios e viu uma grande parte das suas obras passadas para o grande écran. 

 

O filme é muito bom. É por assim dizer um dizer um dos grandes clássicos do cinema. O filme é de 1980 e tem como protagonista o nosso grande Jack Nickolson. Procurem-no e vejam-no porque vale a pena!

 

Resolvi ver o filme novamente para fazer as comparações entre as duas obras. Claro que tal como eu estava a espera não tem muito a ver uma coisa com a outra. O livro é muit(issim)o mais completo. As personagens têm caracteristicas diferentes e o final também é diferente. Curiosamente o SK usou uma fala do Jack Torrance do livro no filme.

 

"that's swell. I like you, Lloyd. I always liked you. You were always the best of 'em. Best god-damn bartender from Timbuktu to Portland, Maine – or Portland, Oregon, for that matter."

 

Uma coisa que talvez não tivesse grande importancia, mas usou. Chateia-me que os realizadores não respeitem a cor de cabelo das actrizes principais, mas pronto, isso é implicação minha! 

 

Também aconselho a versão feita pelo MadMat Groening num episódio especial de Halloween desta obra! O Homer Jack Torrance Simpson está fantásctico!

 

 

 

 

Sinopse

Jack Torrance vê-se forçado a aceitar um trabalho como zelador de Inverno do Overlock, um enorme hotel nas montanhas do Colorado, um lugar que queda absolutamente isolado pela neve entre Novembro e Março. Embora a vida nestas condições de isolamento não pareça fácil, para Jack é uma oportunidade perfeita para reconquistar a sua mulher Wendy e o seu filho Danny, e para retomar o seu trabalho como escritor. Mas a família não está exactamente sozinha no Overlook. Os terríveis acontecimentos que sucederam no hotel no passado vão-se assenhorando lentamente do presente dos seus novos ocupantes até os levar a uma situação aterradora, da qual talvez nenhum deles possa escapar...


sinto-me: culta:P

publicado por magnolia às 11:58
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 18 de Agosto de 2010
Dúvidas minhas

Andei às voltas a pensar o que fazer com este comentário que aí está em baixo. Primeiro pensei em responder, depois deixei-me estar quieta. Depois pensei em postar sobre isso, depois achei melhor não. Pensei em apagar e andar para a frente, depois mudei de ideias e resolvi escrever. Talvez não devesse dar importância e seguir em frente mas não consigo. Não consigo ignorar porque me custa pensar que alguém que não sei quem é me vem dizer que a minha história não presta. Com que direito? Será por acaso o supra sumo das histórias? Dos contos? Dos romances? Terá uma cátedra? Como é que alguém se dá a si próprio o direito de ser juiz do trabalho dos outros?

O que cada um escreve a si pertence e quem gosta lê, quem não gosta não lê. Custa-me, e não é só por mim mas por todos os que gostam de escrever, que as pessoas gostem tanto de criticar de uma forma destrutiva. Porque não fazê-lo de uma forma positiva? Ou então o silêncio. O silêncio é sempre melhor. Ninguém aqui pelos blogs anda a escrever para receber um prémio. É apenas uma forma de estar presente no mundo, de fazer amizades, de desabafar. Esta "porcaria" de história foi escrita por mim para o clube mammy, não foi para concorrer ao prémio José Saramago e eu não sou nenhum José luís Peixoto. Foi apenas uma brincadeira. Foi uma história inventada como tantas que inventamos para contar aos nossos filhos. Porquê a maldade do comentário? Dá para sentir a maldade no meio das palavras. E ainda puseram uma mãozinha para corroborar a ideia... Eu não vou desistir de escrever histórias, mesmo que até a mim me pareçam uma porcaria, mas outros talvez desistam e ninguém tem o direito de destruir os sonhos de ninguém!

 

 

Já agora falo de uma outra situação. Um comentário que me deixaram numa história que escrevi para a Fábrica em Setembro de 2009. Na história uma raposa morre. E no comentário sou severamente criticada. Também vão criticar Esopo, La Fontain, Florian, etc., ou só a mim porque ninguém me conhece? É que por norma são essas histórias onde se matam lobos e raposas e outros bichos que usamos para ensinar certas coisas aos nossos filhos...

 

 

 

 


sinto-me: :/
tags:

publicado por magnolia às 11:54
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito
|

Terça-feira, 17 de Agosto de 2010
E era só isto...

...que me apetecia agora...

 

 

 

Imagem roubada a alguém na net. podia ser eu? podia, mas não ficaria tão bem na foto:P


sinto-me: ...
tags:

publicado por magnolia às 14:16
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|

...e mais ainda...
Cláudia Moreira

Cria o teu cartão de visita
Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Ideias recentes

Entrudo

Fábula

primavera

música, da boa.

poema simples

A invenção do Amor

we all do have some nost...

manhãs

poema simples

That 'cause sometimes I t...

breve história de uma árv...

O Humor dos outros.

2013 - os livros que li, ...

Feliz Ano Novo!

Porque os livros (também)...

2013 - os livros que li, ...

That 'cause I think of my...

Estes já têm lugar na min...

Quem se lembra?

2013 - os livros que li, ...

Ideias antigas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Março 2007

Março 2006

tags

todas as tags

links

Uploaded with ImageShack.us
A minha obra:-)
Image Hosted by ImageShack.us
By magicmagnolia
Statistic
Procuras alguma ideia em especial?
 
Quantos andarão por aqui?
web counter
Pub
Ideias em pelicula
Que horas são?


blogs SAPO
subscrever feeds