Falar sobre tudo e mais alguma coisa
Quinta-feira, 30 de Abril de 2009
Quando não é o momento....

 

 

 

 

 

...nem vale a pena insistir. Geralmente quando isto me acontece, fecho o livro e guardo-o por algum tempo. Depois, noutra altura, a leitura flúi melhor. Era isto que me estava a acontecer ao ler Um Capricho da Natureza. O livro em si não é mau, mas é de leitura cansativa, difícil. O tema é complicado, temas políticos são sempre complicados. Este livro fala do racismo que se viveu/ vive  (digo viveu porque a acção do livro passa-se há bastantes anos atrás) na Africa do Sul. A explicação do tema, dos partidos políticos, dos movimentos é dada de uma forma um tanto ou quanto confusa. E para terminar, o tipo de escrita não é o que mais me agrada. Por isso, este vai ficar mais um bocadinho na prateleira. Mas, atenção, não vai ficar por ler, é simplesmente uma leitura adiada

 


sinto-me: um pouco cansada....

publicado por magnolia às 10:21
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quarta-feira, 29 de Abril de 2009
Da tertúlia

A Fazer Acontecer é uma Associação Juvenil sem fins lucrativos sediada em Braga. Tem como objectivo promover a cultura, o desporto, a formação, o lazer, etc. Um grupo de jovens trabalha afincadamente para FAZER ACONTECER coisas, não só em Braga, mas noutros locais do norte do país.

 

O Narciso Moreira, presidente da associação foi o responsável pela minha ida à linda cidade de Braga, pois foi ele que me convidou a participar na Tertúlia "O Livro". Desde já agradeço a oportunidade, pois foi realmente uma oportunidade de outro estar entre tão ilustres nomes, Prof. Doutor Manuel Curado, Doutor José Rui Teixeira, Doutor Eusébio André Machado, Doutor António Ferreira.

 

Confesso que me senti muito intimidada de inicio, mas depois senti quem me recebiam tão bem, que não havia motivo para isso. Estava sim, a admirar estas pessoas, estes pensadores, filósofos, professores, poetas que estavam ali comigo e que aceitaram estar na mesma mesa que eu, escritora de primeira viagem, se é que me é permito auto-intitular-me escritora.

resumindo, adorei ter lá estado, é maravilhoso poder fazer parte das coisas, senti-las acontecer. Fazer acontecer!

 

Obrigada Narciso, mais uma vez!

 

 


sinto-me: agradecida

publicado por magnolia às 11:22
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
|

Terça-feira, 28 de Abril de 2009
Convite

 

 

Venho por este meio convidar todas/os as/os amigas/os para a apresentação do livro [ já devem estar fartos da mesma conversa não é? :) ] "Poemas de Amor e Desamor", desta vez na Fnac do Centro Comercial Alegro em Lisboa [os meus amigos são todos uns adivinhadores:)))]!

 

Dia 10 de Maio de 2009 pelas 17H00 espero toda a gente, mas toda a gente lá. Nem sabem como estou ansiosa por conhecer-vos a todos ao vivo e a cores!!!

 

 


sinto-me: ansiosa

publicado por magnolia às 13:39
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|

Segunda-feira, 27 de Abril de 2009
Adivinha :))

Quem é que quer arriscar dizer onde vai ser a próxima, e possivelmente a ultima, apresentação dos "Poemas de Amor e Desamor"?


sinto-me: hummmm

publicado por magnolia às 10:15
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|

Sábado, 25 de Abril de 2009
LIBERDADE

imagem retirada da net

 

 

Liberdade

 

Na altura eu deveria ter cerca de seis meses. Talvez ainda nem gatinhasse, talvez ainda nem palrasse. Não andei de cravo ao peito, nem marchei nas ruas gritando a palavra de ordem: liberdade! No entanto, foi este dia que me permitiu ser hoje muito daquilo que sou. Sem os bravos de Abril, hoje viveria numa ditadura, num regime autoritário e egocêntrico. Viveria censurada. Viveria assustada. Viveria calada. Viveria torturada por uma maneira de governar capitalista e injusta.

Não me imagino a não poder dizer o que penso, o que sinto, seja isso a favor ou contra a forma de agir do governo. Não me imagino a não poder votar, a não ter uma palavra a dizer sobre quem nos governa. Não posso sequer imaginar viver num regime onde a policia nos controla os passos, não para nos proteger dos malfeitores, mas para nos oprimir, para verificar que não tenhamos ideias que sejam contra as ideias dos senhores governadores. Não me imagino a viver num pais onde nos querem moldar, tolher o pensamento, prender os movimentos.

Mesmo assim, muito mais poderia ser feito. Não vivemos numa ditadura, mas vivemos num país que atravessa um momento crítico. Cada dia vemos mais diferenças sociais, mais pobres, mais gente triste, mais desemprego. Talvez o dia de hoje seja um bom dia para pensar nisto. Embora eu saiba que ninguém com poderes para mudar alguma coisa me vai ler, não quero deixar de apelar ao universo, a deus, a quem for capaz de interceder juntos dos senhores do poder para que estes pensem bem se acham que o povo português está feliz, está vestido, está alimentado, está educado. Se todos têm o necessário para viver, se todos têm as mesmas oportunidades de estudar, as mesmas oportunidades de emprego, se todos tem acesso à saúde, à cultura, ao descanso. Abril não deve ser esquecido, não pode ser esquecido! Temos que o ter muito presente, para que não incorramos em erros do passado. Não deixemos que nos voltem a agrilhoar a voz!

Sou uma voz do povo, não muito audível, mas muitas como a minha, juntas, talvez seja possível fazer-se ouvir. Pelo menos eu tenho esperança nisso!

Viva a LIBERDADE!

 

 

 


sinto-me: revolucionária

publicado por magnolia às 16:45
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Quinta-feira, 23 de Abril de 2009
Dia Mundial do Livro

 

 

 

imagem retirada da net

 

 

Se havia coisa que eu adorava quando ainda mal sabia ler e escrever, era que o meu pai me deixasse abrir as folhas dos livros com uma pequena faquinha da cozinha. As páginas vinham ainda agarradas umas às outras e era preciso separá-las com cuidado para que não se estragassem. Passaram-se talvez trinta anos e ainda consigo sentir o cheiro característico do papel. Cheirava a natureza, a seiva das árvores, a desconhecido, a sonhos escondidos em si. Lembro esse cheiro com saudade, muita saudade…

Depois, lembro-me dos domingos à tarde, em que a minha mãe se sentava à porta da sala, ao sol, a bordar vestidinhos à florzinhas e o meu pai saia para a ver o futebol e eu me sentava no chão da sala a ler os livros do meu pai à socapa, olhando pelo canto do olho, não queria ser surpreendida a mexer nos livros que não eram para a minha idade…

As férias grandes de verão queriam dizer leitura e não praia. Passava tardes inteiras no terraço da minha avó a ler, deitada no chão de barriga para cima. Lia livros de uma assentada, e lia e relia os mesmos livros, as mesmas colecções vezes sem conta. Participei em todas as aventuras dos cinco e dos sete da Patrícia e dos irmãos Hardy e muitos outros que já não me lembro…

Nos dias que dormia na casa da minha avó, assaltava a colecção de livros de cowboys do meu tio, banda desenhada a preto e branco e lia até cair de cansaço.

Assim que me foi permitido ser sócia da biblioteca, comecei a trazer tudo o que podia e lia nas noites de insónia até de madrugada. Li até quase se esgotarem as possibilidades. Li Pessoa, li Virgílio, li Gabriel Garcia Marquez, li Eça, li Camilo, li kundera, e muitos, muitos outros. Li tanto e tanto que já não me lembro de nomes de autores nem obras, pois seria impossível albergar nesta cabeça todos os livros que já li, todos os livros que já fizeram parte da minha vida. Se fosse um balão acabaria por rebentar. O que é pena. Deveríamos conseguir lembrar com detalhe todos os livros que lemos, todas as histórias, sentimentos, paixões, ensinamentos neles contidos…

O livro tem-me acompanhado sempre ao longo da minha vida. Gosto de os ter, mas acima de tudo gosto de saber que o está lá dentro. De aprender. De não aprender. De apenas rir. De chorar. Gosto da companhia. De saber que nunca estarei só desde que traga um livro na mão.

Longa vida para os livros tal como os conhecemos!

 

 

 

 


sinto-me: leitora

publicado por magnolia às 16:38
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Segunda-feira, 20 de Abril de 2009
Sobre o post anterior...

...não sei se repararam mas....o meu nome é o único que não tem um Dr atrás!!! Estou em desvantagem numérica... ai, ai...


sinto-me: aterrada

publicado por magnolia às 17:51
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|

Tertúlia "O Livro"

 

Para celebrar o Dia Internacional do Livro:

 

 

 

 

 Informações:

 

http://www.fazeracontecer.pt/Home.html


sinto-me: aterrada

publicado por magnolia às 17:16
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
|

Sábado, 18 de Abril de 2009
Mankind is no island

 

A minha amiga Dulce mandou-me este video e eu não resisto a colocá-lo aqui para que todos o possam ver também. A mim tocou-me profundamente....

 

 

 


sinto-me: pensativa

publicado por magnolia às 10:26
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quinta-feira, 16 de Abril de 2009
Estado de alma

imagem retirada da net

 

Não é que não me apeteça escrever, porque apetece. Nem é porque não tenho assunto, porque tenho. E nem tenho comentado mas nunca deixo de ler os blogs amigos e outros por onde vou passando. O tempo é pouco, mas eu leio rápido. Então qual é o problema? Não sei. Estou cansada. Este mês tem sido complicado. 23 dias de trabalho sem parar estão a fazer efeito. Sinto-me esgotada. O corpo só pede descanso, suspira por umas horas sem nada para fazer e a mente suspira por uma horas de vazio. Estranho não é? Mas é isso mesmo que sinto. Vontade de não pensar em nada. Vontade de apenas existir.

As coisas estão a acontecer e eu nem as consigo sentir como deveria. As boas, não as sinto o suficiente e as más sinto-as demais, como se tivesse dois pesos e duas medidas.

Ontem desfiz-me em pranto na escola do André. Já não sei mais que fazer para o motivar a estudar. O problema repete-se. Mas este ano, que é o último do ciclo é bem mais grave. Tenho ideia que tenho feito tudo o que posso e o que não posso por ele. Mas será mesmo assim? Ou será apenas a minha vontade de que assim seja? Não sei nada de nada já. Existem fórmulas secretas para motivar um miúdo de 15 anos a estudar e a gostar de estudar? Eu já tentei a bem, dei-lhe liberdade, uma viagem e a promessa de outra. Já tentei a mal, já lhe berrei, ameacei. E agora sinto-me perdida, sem saber que mais fazer…

Convidaram-me para um debate na biblioteca Lúcio Craveiro da Silva em Braga por causa do dia internacional do livro. Convidaram-me a participar para dar a minha visão sobre o processo de edição nos dias de hoje, falar dos sonhos, das dificuldades. É óptimo. Vai ter a moderação de um professor universitário. Eu estou contente, muito até. Mas sinto que deveria estar aos pulos. Sinto que deveria ter um entusiasmo diferente. No entanto o que sinto é uma alegria morna. Fico a pensar nisso como se estivesse a anos-luz de distância de mim, como se quase não fosse comigo o que vai acontecer. Tenho medo de no momento ter a cabeça vazia e não ser capaz de dizer nada. Também não sei como vai ser. E o pior é que será já dia 22. Tenho poucos dias para me preparar…

 

Estou estranha e mal me conheço. Estou cansada mas não sei como deixar de estar. A vida é complicada.

 

 

 

 


sinto-me: :(
tags: ,

publicado por magnolia às 10:48
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
|

...e mais ainda...
Cláudia Moreira

Cria o teu cartão de visita
Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Ideias recentes

Entrudo

Fábula

primavera

música, da boa.

poema simples

A invenção do Amor

we all do have some nost...

manhãs

poema simples

That 'cause sometimes I t...

breve história de uma árv...

O Humor dos outros.

2013 - os livros que li, ...

Feliz Ano Novo!

Porque os livros (também)...

2013 - os livros que li, ...

That 'cause I think of my...

Estes já têm lugar na min...

Quem se lembra?

2013 - os livros que li, ...

Ideias antigas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Março 2007

Março 2006

tags

todas as tags

links

Uploaded with ImageShack.us
A minha obra:-)
Image Hosted by ImageShack.us
By magicmagnolia
Statistic
Procuras alguma ideia em especial?
 
Quantos andarão por aqui?
web counter
Pub
Ideias em pelicula
Que horas são?


blogs SAPO
subscrever feeds