Falar sobre tudo e mais alguma coisa
Sábado, 23 de Janeiro de 2010
Uma segunda-feira como outra qualquer...ou não!

 


 


imagem retirada da net


 



 


Quando o despertador me acordou eu não imaginei tudo o que iria acontecer naquele dia. Antes pelo contrário, imaginei mais uma monótona segunda-feira no escritório, onde o curso das rotinas seguiria sem qualquer alteração. Só este pensamento me fez fazer uma careta. Como detestei sempre a rotina e as coisas normais! Mas fui obrigada a saltar da cama, tomar banho rapidamente e sair para a rua, porque não queria de todo chegar atrasada logo à segunda-feira.


Na rua não vi o meu carro no sítio do costume e assustei-me. Depois lembrei-me que o tinha deixado em frente ao restaurante onde tinha jantado na noite anterior. Não o tinha querido trazer devido aos dois copos de champanhe que tinha bebido em brindes sucessivos aos amigos que casariam dali a poucos dias. Por isso aproveitei boleia do Jorge e deixei  o carro no restaurante.


Já tinha a mão levantada para chamar um táxi quando vi o Jorge. Jorge é o meu namorado e gosto de pensar que um dia será meu marido. Sei que fiz uma cara estranha porque ele riu-se e fez-me sinal para entrar. Explicou-me que me daria boleia para o escritório uma vez que sabia que eu estava sem carro. Fiquei contente porque já estava ligeiramente atrasada e se tivesse que esperar pelo táxi seria bem pior.


Foi mais ou menos dez minutos depois que me apercebi que não estávamos a caminho do escritório. Fiquei aflita, mas o Jorge mandou-me calar com um sorriso encantador. Desarmou-me, sem contudo me deixar tranquila. Mais um minuto e eu voltámos a tentar falar, mas mais uma vez ele voltou a mandar-me calar com um shiu ruidoso e um erguer de sobrancelhas engraçado. Por esta altura já estávamos a entrar na auto-estrada e eu a pensar que o meu atinadinho namorado tinha perdido a cabeça de vez! Suspirei e tentei perceber o que se estaria a passar ali. Jorge continuava a sorrir como se nada do que estava a acontecer fosse estranho. Eu confesso que naquela altura já estava seriamente preocupada. No entanto não quis parecer histérica e a com a voz mais calma do mundo tentei perguntar novamente o que se estava a passar. Mas o Jorge continuava alegremente misterioso, o que me estava a incomodar ainda mais. Isto nem sequer era do feitio dele! Costumava ser sempre tão certinho e responsável…


Foi mais ou menos por essa altura que saímos em direcção a Aveiro e eu já muda de aborrecimento e preocupação deixei-me ir sem refilar. Estacionamos perto da ria e ele convidou-me a sair. O tempo estava ligeiramente encoberto sem estar no entanto desagradável. Ele deu-me a mão a sorriu. Creio que lhe estava a dar um certo gozo a minha cara de aflição. Caminhamos em direcção à ponte pequena mesmo no centro da cidade, mas antes de lá chegar paramos perto de um dos moliceiros. O colorido barco estava enfeitado com grinaldas de flores frescas e o dono do barco fez-me sinal para entrar. Eu cada vez entendia menos. A que propósito é que haveríamos de passear num moliceiro a uma segunda-feira de manha cedo? Estava absolutamente atónita com tudo o que estava a acontecer. Entramos no barco os dois e o comandante da pequena embarcação manobrou-a com destreza para o meio da ria. Andamos uns metros calados embora eu tivesse mil perguntas para fazer! E ele sempre de sorriso colado na boca…


Foi então que os vi a todos dentro de um outro moliceiro cheios de grinaldas de flores. Uns metros à frente estavam dez ou doze dos nossos amigos que tinham estado no jantar da noite anterior. Bateram palmas à nossa chegada e eu não consegui articular nenhuma palavra. Estava estupefacta!


- Querida…queres casar comigo?


Sem eu dar conta ele tinha tirado um anel do bolso. Um belíssimo anel de noivado!


- Então meu amor? Não dizes nada….


Eu não conseguia. Estava aflita, admirada, feliz, preocupada, num misto de sentimentos que não conseguia controlar.


Depois disse sim. Claro que disse sim. E depois, bem mais tarde, Jorge explicou-me que depois do jantar de noivado dos nossos amigos só conseguiu pensar em pedir-me em casamento e viver comigo para sempre. Depois tomou a decisão que não podia esperar nem mais um dia e por isso tinha passado a noite em claro a preparar tudo. Tinha ido falar com os donos dos moliceiros, tinha tido que arranjar maneira de conseguir um anel de noite, e ainda de arranjar forma de eu não precisar de ir trabalhar nesse dia. Foi uma grande corrida contra o tempo, mas a verdade é que contra todas as expectativas ele conseguiu pedir-me em casamento. E eu aceitei. E casamos. E posso dizer que somos felizes…e que nunca esquecerei aquela segunda-feira que supostamente era uma segunda-feira como outra qualquer…


 


Texto de ficção escrito por Cláudia Moreira para a Fábrica de Histórias.



 



publicado por magnolia às 22:10
link do post | comentar | favorito
|

2 comentários:
De green.eyes a 25 de Janeiro de 2010 às 11:20
... este foi um pedido de casamento que ao ler me arrepiou ...

Lindo como sempre amiga

Beijinhos


De magnolia a 25 de Janeiro de 2010 às 21:46
olá querida amiga,

fico muito contente que tenhas gostado:) de verdade:)

beijinhos


Comentar post

...e mais ainda...
Cláudia Moreira

Cria o teu cartão de visita
Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Ideias recentes

Entrudo

Fábula

primavera

música, da boa.

poema simples

A invenção do Amor

we all do have some nost...

manhãs

poema simples

That 'cause sometimes I t...

breve história de uma árv...

O Humor dos outros.

2013 - os livros que li, ...

Feliz Ano Novo!

Porque os livros (também)...

2013 - os livros que li, ...

That 'cause I think of my...

Estes já têm lugar na min...

Quem se lembra?

2013 - os livros que li, ...

Ideias antigas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Março 2007

Março 2006

tags

todas as tags

links

Uploaded with ImageShack.us
A minha obra:-)
Image Hosted by ImageShack.us
By magicmagnolia
Statistic
Procuras alguma ideia em especial?
 
Quantos andarão por aqui?
web counter
Pub
Ideias em pelicula
Que horas são?


blogs SAPO
subscrever feeds