Falar sobre tudo e mais alguma coisa
Terça-feira, 4 de Novembro de 2008
A paisagem da minha vida...


imagem retirada da net


 



 






Naquele primeiro encontro eu não sabia lá muito bem o que esperar do Francisco. Falamos algumas vezes no bar da empresa, mas confesso que não estava muito esperançada. Ele era assim um pouco calado e tinha ar de quem passa muito tempo atrás de um monitor de computador. Mas como me convidou com o seu melhor sorriso, aceitei. Combinamos para sábado. Já estava a pensar que roupa haveria de vestir, atendendo a que não sabia a que restaurante me levaria quando ele me diz que vamos sair de manhã. A minha cara deve ter dito tudo, porque ele se desmanchou a rir.


- De manhã Francisco? Onde vamos?


- Vamos conhecer o lugar mais bonito do mundo!


Deixei-me ir sem muitas perguntas. Não sei bem porquê, mas confiava nele. Veio buscar-me de manhã cedinho e fomos estrada acima, sempre para Norte, o mar azul e o sol a servir-nos sempre de companhia. Foi já muitos quilómetros depois que me pediu uma coisa estranhíssima, pediu se poderia vendar-me os olhos para me fazer uma surpresa! Uma quantidade enorme de pensamentos estranhos invadiu a minha cabeça, mas concordei. Já que tinha vindo até ali, iria até ao fim. E fiz bem, porque no momento em que o Francisco me tirou a venda e vi a paisagem, fiquei sem palavras, tal era a beleza do lugar…


Estávamos num promontório. O mar azul, imenso, belo, estava a ali a perder de vista. A linha do horizonte mal se via tal era a intensidade do azul do céu. O sol derramava os seus raios brilhantes no mar, transformando as pequenas ondas em milhões de diamantes cintilantes. À minha frente ficava um pequeno miradouro feito de madeira já velha, um pouco carcomida pelo tempo. O chão estava sulcado de erva fresca e verde e aqui e ali florzinhas amarelas e lilases coloriam o chão. Um cheiro doce chegou-me às narinas e depressa me apercebi que eram madressilvas. Olhei para o lado e lá estavam alguns arbustos cobertos de madressilvas cheirosas. Pequenos pássaros cinzentos cruzavam o céu e de vez em quando uma gaivota assomava perto da arriba soltando os seus gritinhos agudos. O calor do sol aquecia-me a pele, e uma ligeira brisa afagava-me os cabelos e fazia dançar o meu vestido primaveril. Aproximei-me da arriba e encostei-me à vedação. Lá em baixo podia ver as ondas a rebentar furiosamente nas rochas, fazendo saltar espuma branca para todo o lado. Ao longe uma praia de areia branca e completamente isolada convidava a devaneios de verão. Que vontade de ir até lá, despir o vestido e entrar nas aguas azuis e frescas do mar.




Quando me voltei, Francisco tinha posto uma manta de trapos no chão, uma toalha de quadrados brancos e vermelhos em cima e esperava por mim para o almoço. Quando me aproximei, estendeu-me a mão e ajudou-me a sentar. Na cestinha de pic-nic feita em palhinha, trazia frutas da época deliciosas e champanhe. Conversamos, rimos, brincamos e a tarde passou tão depressa que nem me dei conta. O sol já estava com vontade de se esconder, o céu ficou laranja, rosa, coral, tantas cores, transformando-o num quadro digno de estar no Louvre. Andei até à vedação para me poder deliciar com aquela imagem. Uma brisa mais fresca fez-me estremecer. Nesse instante dei-me conta que o Francisco estava atrás de mim e me punha o casaco dele pelas costas. Ficamos assim, muito próximos, a olhar o mar, o sol a pôr-se devagarinho, desaparecendo aos poucos atrás das águas, sentindo-me tão tranquila, tão em paz que não tinha a mínima vontade de sair dali. E foi precisamente neste instante que nos olhamos nos olhos por um momento esquecendo tudo em volta, e aproximamos os nossos lábios num beijo tão ternurento e tão intenso que nada mais nos importou. Foi o primeiro dia do resto das nossas vidas e aquele lugar é o lugar mais perfeito ao cimo da terra. Ainda hoje, passados tantos anos, vamos lá em passeio a todo o instante e todas as vezes selamos o nosso amor com um beijo ternurento e intenso junto à vedação com vista para o mar.



(texto de ficção para a Fábrica das histórias)



 


 




 



 


 



publicado por magnolia às 12:36
link do post | comentar | favorito
|

4 comentários:
De Raquel a 4 de Novembro de 2008 às 13:00
Ai, ai...hehehe, que bela paisagem!
Bjs


De magnolia a 4 de Novembro de 2008 às 17:15
Também suspiras? :-) ehehehe

Beijinhos


De Marta a 4 de Novembro de 2008 às 16:59
Lindo amiga

Posso ser uma personagem da tua historia?

Beijinhos


De magnolia a 4 de Novembro de 2008 às 17:16
Podes....desde que não queiras ser o Francisco:P
:)

Beijinhos!


Comentar post

...e mais ainda...
Cláudia Moreira

Cria o teu cartão de visita
Março 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


Ideias recentes

Entrudo

Fábula

primavera

música, da boa.

poema simples

A invenção do Amor

we all do have some nost...

manhãs

poema simples

That 'cause sometimes I t...

breve história de uma árv...

O Humor dos outros.

2013 - os livros que li, ...

Feliz Ano Novo!

Porque os livros (também)...

2013 - os livros que li, ...

That 'cause I think of my...

Estes já têm lugar na min...

Quem se lembra?

2013 - os livros que li, ...

Ideias antigas

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Março 2007

Março 2006

tags

todas as tags

links

Uploaded with ImageShack.us
A minha obra:-)
Image Hosted by ImageShack.us
By magicmagnolia
Statistic
Procuras alguma ideia em especial?
 
Quantos andarão por aqui?
web counter
Pub
Ideias em pelicula
Que horas são?


blogs SAPO
subscrever feeds